quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

E o ano termina...

Feliz Natal

Para melhor visualização clique aqui.

Para todos os que conviveram direta ou indiretamente conosco durante esse ano de 2009 nossos sinceros agradecimentos e votos para um 2010 cheio de novas realizações.

Estaremos em recesso a partir do dia 22 de dezembro e voltaremos no dia 04 de janeiro com um tema novinho para vocês.

Boas Festas!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Especialistas dão dicas para você fazer seu salário crescer



Poupar, aplicar e investir seus recursos de maneira correta é uma tarefa tão difícil quanto obtê-lo. Afinal de contas, como saber quais são as melhores aplicações? Como investir em aposentadoria? Quando , quanto e como investir em ações ou planejar-se financeiramente para fazer um MBA no exterior?

Como os pequenos investidores podem dividir a renda mensal visando poupar uma quantia?

Ricardo Humberto Rocha:
Citemos como exemplo um jovem adulto, sem filhos, que ganhe aproximadamente R$1.700 líquido. De acordo com padrões de consultores norte americanos, o ideal seria ele guardar de 10% a 15% do salário. De qualquer forma, o principal é arcar com o desafio e poupar, pois, no decorrer da vida a tendência é ele ganhar mais dinheiro, mas também ter cada vez mais gastos!

Paul Lesbaupin:
Quem pretende reservar uma parte da sua renda e constituir um capital financeiro para custear a educação dos filhos, comprar um bem ou para cobrir despesas imprevistas é importante saber que os juros são cumulativos. O rendimento dos fundos de renda fixa é tributado semestralmente na fonte com alíquotas 20% (fundos de curto prazo) e 15% (fundos de longo prazo). No caso da poupança, ela é isenta de imposto.

Reinaldo Domingos:
Um segredo para poupar é sempre estabelecer e relacionar o dinheiro ao sonho, seja ele de curto, médio ou longo prazo. Se o sonho for de longo prazo e o perfil do investidor é conservador, a melhor aplicação é a previdência privada, logicamente negociando a taxa de administração e carregamento. No mais, sugiro sempre que, antes mesmo de destinar dinheiro para gastos, 10% de sua renda seja poupada.

José Eroni Fernandes:
Sou contrário a estabelecer um percentual recomendável para todos. Cada pessoa deve poupar prevendo suas características de vida, os projetos que quer realizar, mas principalmente levando em conta alguns riscos a que está sujeito, tais como de perda de renda (desemprego), ou a instabilidade dela, como no caso de alguns profissionais liberais. O mais recomendado por muitos especialistas é buscar ter um “colchão” de pelo menos 3 a 6 meses de sua renda em reservas com liquidez, considerando sempre para isso os riscos de desemprego e a sua empregabilidade.

Fonte: Via6

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Planejamento financeiro e despesas de fim de ano

Você já parou para pensar nas contas e nas finanças da família agora que o final de ano e as festas se aproximam? Com planejamento, é possível curtir muito e ainda assim começar 2010 com os gastos e os planos em dia.

Conrado Navarro e Octavio Scofano conversam sobre planejamento financeiro, despesas de final de ano, gastos, dívidas que podem ser pagas usando o 13o. salário e também sobre as contas que insistem em aparecer nos primeiros meses do Ano Novo. Como lidar com tudo isso e ainda sustentar uma vida financeira equilibrada e com capacidade de investimento?

<\embed>

Fonte: Dinherama

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

O que fazer com o 13º salário?


Fim do ano chegando e com ele o tão espera 13º salário. Aí surge a dúvida. O que fazer com este dinheiro extra? Gastar, guardar ou aplicar? O 13º pode representar a chance de acabar com dívidas, saldar contas atrasadas ou pagar despesas que surgem no início do ano seguinte. Mas também pode ser usado em uma viagem de férias, em uma reserva financeira ou ainda na realização de um sonho de consumo. Mas dificilmente o dinheiro dará para tudo isso.

Planeje o uso do seu 13º salário

- Dê prioridade ao pagamento de dívidas;
- Liste todas as dívidas (cartão de crédito, cheque especial, empréstimo, financiamento etc.);
- Aproveite as campanhas de renegociação e quitação de dívidas;
- Dê prioridade para quitar as dívidas que cobram juros mais elevados como cartão de crédito e cheque especial;
- Antecipe o pagamento de prestações, como por exemplo as de empréstimo e financiamento, aproveite o desconto proporcional de juros. Adiantar o pagamento pode ser mais vantajoso que aplicar o valor em caderneta de poupança para o pagamento de futuras parcelas;
- Reserve economias para o pagamento de despesas sazonais;
- Os descontos para pagamento à vista do IPTU e IPVA, podem ser mais vantajosos que aplicar o dinheiro e pagar em parcelas;
- Não esqueça das despesas com matrícula e material escolar. Pesquise os preços da lista de material escolar em diversos estabelecimentos;
- Reserve o valor correspondente à renovação do seguro do automóvel. Caso não seja possível o pagamento total à vista, reserve, ao menos, o valor para pagamento da primeira parcela.

Programe os possíveis gastos do final de ano

- Não compre por impulso. Faça uma relação completa de todas as pessoas que você deseja presentear estipulando o valor máximo para gastar com cada presente ou lembrança;
- Controle sua ansiedade. Avalie se o que vai comprar é necessário. Resista aos modismos e aos supérfluos, pois eles encarecem suas compras. Evite comprar o que não precisa gastando o que não tem. Adiar a compra de um bem pode representar uma boa economia em seu orçamento;
- Fuja dos financiamentos, parcelamentos, compras no cartão de crédito e cheques pré-datados. Não se esqueça que o vencimento da primeira parcela do financiamento, da fatura do cartão ou a compensação de cheques, costuma ocorrer nos primeiros meses do ano;
- Negocie descontos para pagamento à vista;
- Se não for possível pagar suas compras à vista, cuidado com os juros. - Antes de efetuar a compra parcelada pesquise os prazos, o valor das parcelas e a taxa de juros que será cobrada;
- Pesquise preços. Na hora de comprar faça substituições, se achar conveniente; - Relacione as “caixinhas” de final de ano;
- Liste todas as despesas do mês e as que envolvam as festas de final de ano: ceia, roupas novas, presentes, cabeleireiro etc.
- Se pretende viajar nas férias, calcule e provisione os possíveis gastos com hospedagem, passagens, alimentação, seguro viagem, aluguel de automóvel, combustível, pedágios, passeios, lembranças etc.

Cuidados na hora de investir

Se decidiu investir o que sobrou do 13o salário, analise as aplicações disponíveis no mercado, levando em consideração o período em que deseja usar o dinheiro, o tempo necessário para capitalizar (juntar) a importância desejada, a rentabilidade oferecida e o risco do investimento escolhido. Caderneta de Poupança ou Fundos de Investimentos podem ser uma boa opção para os mais conservadores.

Fonte: Meu Salário

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Dica do fim de semana

Como nosso tema do mês é Finanças Pessoais, nada melhor do que descontrair assistindo ou lendo uma comédia que retrata bem como NÃO fazer com seu dinheiro.

Os delírios de consumo de Becky Bloom é o tipo de filme que reúne os elementos perfeitos para agradar a quase todas as mulheres: moda, romance, conquistas profissionais e um final feliz. A heroína da história, Rebecca Bloomwood (Isla Fisher), ou apenas Becky, é uma jornalista sem grana que gasta o que tem e, principalmente, o que não tem em roupas, bolsas e sapatos de grifes como Christian Louboutin, Balenciaga e Marc Jacobs. Para isso, faz malabarismos com seus 12 cartões de crédito.

O sonho de Becky é trabalhar em uma revista de moda, mas para chegar lá, vai topar um emprego em uma publicação de economia - assunto que claramente não é seu forte. Lá, irá conhecer o editor Luke Brandon (Hugh Dancy). Bonito, rico e do tipo "não ligo para roupa", apesar de estar sempre impecável, ele será o maior apoiador de Becky. E, claro, se encantará por ela.

Becky tem visões com manequins seduzindo-a para levar algum produto e não entende quando os credores resolvem persegui-la para acertar seus débitos: "Disseram que eu era cliente vip, agora me tratam com ódio", diz a jornalista, inconformada, em uma cena.

Gostou da dica? A Biblioteca ESPM Rio possui um exemplar do livro para empréstimo. É uma boa sugestão de leitura para essas férias.


quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Saiba qual seu perfil de investidor


Arriscar seu dinheiro em ações da Bolsa ou guardar tudo numa aplicação segura, com renda mínima garantida?

Este é um dilema comum pra quem quer investir as economias e garantir um sonho de consumo ou um futura mais confortável. A escolha certa depende muito do seu perfil. Será conservador, moderado, arrojado ou agressivo? Pode guardar algum dinheiro a longo prazo ou vai precisar dele todo em breve?

A UOL elaborou um teste para você responder a essas questões. Clique aqui e descubra.

O Yahoo possui uma ferramenta que calcula o retorno mensal, o período e quanto você deve aplicar para atingir seu primeiro milhão. Basta você indicar a variável que quer descobrir que ele calcula com base nos valores de seu perfil. Confira!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

O que fazer com a restituição do IR?


O InfoMoney é um portal referência em assuntos financeiros. Hoje, retiramos um artigo postado em junho que nos fornece dicas do que fazer com a restituição do IR. Muito interessante. Segue resumo:

Dê preferência às dívidas e contas
Para quem estourou o limite do cheque especial, está pagando apenas o valor mínimo da fatura do cartão de crédito ou emprestou dinheiro em uma financeira, não há dúvida de que o melhor a fazer é usar a quantia recebida para tentar reduzir o seu saldo devedor.

Esta também deve ser a escolha de quem está atrasado com outros pagamentos, mesmo que eles não incorram em juros, e exijam apenas o pagamento de multa. A razão para isso é simples: se não pagar, você pode ter seu nome protestado, e isso acaba tendo implicações no seu histórico de crédito.

Renda fixa ainda é boa opção no curto prazo
Porém, se você não tem dívidas ou contas atrasadas, invista este dinheiro o mais rápido possível. Caso contrário, corre o risco de acabar gastando tudo com compras desnecessárias, perdendo, assim, uma boa oportunidade de fazer crescer o seu pé-de-meia.

Como as alíquotas de IR são decrescentes com o prazo, é preciso pensar com calma por quanto tempo você pretende deixar o dinheiro aplicado, antes de tomar a sua decisão de investimento. De qualquer forma, você deve fazer de tudo para tentar manter o dinheiro investido por ao menos 12 meses, pois a diferença no imposto de renda de quem aplica por prazos inferiores é grande.

Disposto a correr riscos?
Quem está disposto a correr mais riscos, pois não se contenta com o retorno pago na renda fixa, pode optar por investir em ações. Neste caso, porém, opte pelos fundos de ações e não pelo investimento direto. Isso porque é preciso diversificar, o que não é possível com a compra direta de ações, já que a quantia a ser paga é muito pequena para se montar uma carteira. Investir em um único papel não é recomendável.

Para ler o artigo na íntegra clique aqui.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Cartão de crédito, amigo ou vilão?


Por Carolina Rocha

São apenas alguns minutos entre a entrega do cartão para o balconista, a aprovação da compra e a assinatura que sela o contrato de compra. A facilidade de ter o crédito pré-aprovado com a simples apresentação de um pedacinho de plástico é tentadora, mas ela pode colocar seu orçamento numa situação nada agradável.

Dever para as administradoras de cartão de crédito significa arcar com juros médio de 11% ao mês pela rolagem da dívida para o mês seguinte. Lembrando que nesta conta os juros são compostos - ou seja, são cobrados sobre o valor da dívida acrescida dos juros dos meses que vão passando - o que transformam sua conta numa bola de neve.

Um imprevisto, a perda do emprego ou o descontrole dos gastos tornaram impossível o pagamento da fatura do cartão no mês passado e você teve que pagar o valor mínimo da fatura e, provavelmente, neste mês a situação será a mesma. Foi iniciada a bola de neve. Veja o porquê:

Se a sua fatura for de R$ 300,00 e você pagar o valor mínimo de R$ 60,00 (as administradoras costumam estabelecer uma média de 20% para o valor mínimo), na fatura seguinte você terá R$ 266,40 para pagar, tomando como base os juros médio de 11%, sem contar a multa de 2% e demais encargos. (Veja aqui as taxas de juros bancários).

Caso você continue utilizando o cartão enquanto não paga o valor integral, a situação vai piorar, pois os juros são cobrados sobre todo o saldo devedor do mês subseqüente. Conseqüentemente, a compra sem juros que você fizer nesse período acabará recebendo o mesmo tratamento que o restante de sua fatura.

Para dar um fim nesta situação, é importante você seguir os seguintes passos:

1º Passo - Pare de comprar com o cartão
Se o seu cartão não é utilizado para as despesas essenciais, você deve controlar seus impulsos e deixá-lo de lado até regularizar a sua situação.

Caso contrário, você terá que rever as finanças, adaptando os gastos a sua realidade. Um bom começo é colocar todas as suas despesas numa planilha para você saber exatamente o quanto gasta. Essa é uma boa maneira de ver para onde seu dinheiro vai e de onde ele poderá ser remanejado. (Veja aqui alguns softwares que auxiliam esse processo).

2º Passo - Avalie quando você poderá pagar integralmente a fatura
Se você não vê perspectivas em seu orçamento mensal para pagar a fatura integral pelos próximos três meses, é melhor você cancelar o cartão.

3º Passo - Com o cartão cancelado, é hora de negociar a dívida
Pagamento integral – se você possui algum bem que possa de desfazer ou tem algum dinheiro para receber (como restituição do IR, adiantamento das férias, PIS, ou qualquer outra renda) esta é uma opção neste momento. Com dinheiro na mão, você poderá negociar com a administradora do cartão de crédito um desconto.

Pedir um empréstimo ao banco nem sempre é desvantajoso. Casos como funcionários públicos, que obtêm empréstimos a juros menores que os de mercado em bancos públicos, aposentados, pessoas que possam dar o carro como garantia do empréstimo (refinanciamento) têm vantagens em relação aos juros cobrados pelas administradoras de cartões, mas fora dessas ocasiões, é preciso pesquisar bastante as taxas cobradas pelos bancos.

O melhor mesmo é não adquirir uma dívida para pagar outra. Portanto, analise bem antes de pedir um empréstimo.

Pagamento parcelado – você não possui nenhum bem que possa ser vendido e precisa pagar aos poucos a dívida. Agora é hora de negociar com a administradora de cartões de crédito a melhor maneira para você se livrar deste débito.

Além das parcelas, é primordial prestar atenção no valor que será cobrado pela sua dívida. As administradoras só podem cobrar o valor real da dívida acrescido de multa de 2% mais juros de mora 1% ao mês, além da correção monetária.

A multa, que deve ser cobrada uma única vez, muitas vezes acaba sendo de até 20% e o consumidor acaba engolindo o valor por não prestar atenção ao acordo. Os juros de mora aumentarão a cada mês que o você mantiver a dívida pendente, pois são taxas referentes ao atraso do pagamento.

Se o seu contrato previr alguma taxa de cobrança ou honorários de advogado, denuncie a operadora a um órgão de defesa do consumidor, pois cláusulas desse tipo são abusivas, portanto, ilegais.

Fonte: Poupa Clique

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Por que investir já?

Quase tão ruim quanto perder dinheiro é olhar para trás e ver o quanto deixamos de ganhar.

Já parou para pensar quanto você teria se tivesse começado a investir com planejamento e disciplina no início de sua carreira? Ou se não tivesse sacado aquela reserva que era para ser de segurança, mas que acabou servindo para pagar a conta do cartão de crédito?

Para não ficar só na imaginação, apresentamos uma simulação que fará você pensar duas vezes antes de gastar todo o dinheiro do mês, ao invés de guardar um pouco num investimento.

Imagine que você, com 35 anos, resolve aplicar R$ 2.400 por ano (o equivalente a R$ 200,00 por mês) em um fundo de investimento qualquer, com rendimento médio de 10% ao ano.

Quando você estiver com 65 anos, terá uma economia de R$ 434.264,22.

Note que a soma total das suas contribuições anuais, sem qualquer rendimento, seria de R$ 72.000,00.

Os R$ 362.264,22 representam o rendimento líquido que você teve só por manter seu dinheiro no fundo trabalhando por você.

Nada mal, não é verdade?

Agora imagine que você tem um amigo da mesma idade que você. Ele é bem mais organizado e começou a economizar a mesma quantia anual (R$ 2.400) num fundo igual ao seu (com rendimento médio de 10% ao ano), só que dez anos antes, aos 25 anos.

Aos 35 anos, quando você está começando a investir, a economia do seu amigo já seria de R$ 42.074,80.

Ele não resgata este dinheiro e decide mantê-lo aplicado além de fazer novas aplicações. Aos 65 anos, o saldo do seu amigo prevenido é de R$ 1.168.444,35.

E olha que ele só aplicou por dez anos a mais que você!

Dá para acreditar?

Sim, dá para acreditar. A moral da história você já conhece: tempo é dinheiro.

Quanto antes você começar a investir, mais fácil será acumular patrimônio.

Além disto, nesta simulação consideramos a inflação do período. Em linhas gerais, imaginamos um ganho real (líquido) de 10% ao ano, que é a taxa de juros real praticada nos últimos anos no Brasil. O importante é você perceber quanto o dinheiro pode render simplesmente por estar investido em um fundo de investimento.

Esse princípio é o que chamamos de "deixar o dinheiro trabalhar por você".

Fórmula usada: Taxa de Juro considerada: 10% ao ano Período de investimento: 30 anos Valor aplicação anual: R$ 2.400,00 (considerando capitalização desde a primeira aplicação).

Fonte: Como investir

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Como a internet mudou a forma de fazer propaganda

FELIZ DIA DA PROPAGANDA!

Que tal usar esse dia para repensarmos o modo como a internet revolucionou a forma de fazer comunicação? Esse vídeo ilustra de maneira bem divertida e criativa esse processo evolutivo.

Fica aí a dica para novas inspirações e que venham mais ideias revolucionárias na comunicação!

Softwares que auxiliam no gerenciamento das finanças pessoais

Existem alguns softwares financeiros que auxiliam bastante na administraçãos das finanças pessoais. Alguns, até muito bons, com licença Free. Hoje listaremos alguns para vocês:

FinanceDesktop - É um programa destinado a auxiliar no controle financeiro, incluindo os vários tipos de investimentos de uma maneira fácil e centralizada, como movimentação de contas, fluxo de caixa, planejamento orçamentário, entre outros, sendo possível agendar as datas das contas a pagar e receber.
O programa é uma ferramenta completa. Você planeja seus orçamentos, verificando todas as suas despesas e descobrindo em que o seu dinheiro esta sendo gasto. O programa lhe possibilita realizar os cálculos do Imposto de Renda além de outras operações finaceiras. Gratuito. -->Clique para baixar<--

Hábil Pessoal - Possui agenda de contatos, agenda de compromissos, controle de contas bancárias, contas a pagar e a receber, controle de receitas e despesas, tarefas, aniversariantes, jogos, lembretes e muitos outros recursos. Gratuito. -->Clique para baixar<--

AceMoney - É um programa que ajuda a administrar e organizar finanças pessoais com rapidez e facilidade. Se você possui uma pequena empresa, por exemplo, provavelmente o software lhe auxiliará nas contabilidades.
Digite os recebimentos e despesas diárias e tenha, ainda, a opção de gerar relatórios, por tipo e/ou descrição, detalhados dos gastos. Gratuito para testar. -->Clique para baixar<--

Personal Finances - Mais um programa que pode lhe ajudar muito na hora de controlar suas finanças pessoais. Despesas e ganhos podem ser adicionados e manejados para facilitar sua vida, com muita rapidez.
Além da interface bonita e simples, os recursos do programa são variados e fáceis de usar. E, apesar dessa versão possuir algumas limitações, já é suficiente para manter tudo organizado e pronto para consultas a qualquer hora.
Você pode optar por diferentes moedas (euro e dólar, como padrão) e também adicionar suas próprias, ampliando suas possibilidades. Para adicionar despesas e ganhos, você preenche dados como quantidade, valor e descrição. Assim, o programa se encarrega de mostrar o quanto cada item representa de gasto no respectivo mês, em relação aos seus rendimentos. Gratuito. -->Clique para baixar<--

Home bookkeeping - Software simples que registra os gastos, ganhos, créditos e débitos. Também apresenta relatórios detalhados e seletivos, conforme você determinar. Gratuito. -->Clique para baixar<--

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Educação Financeira: o empreendedor, a empresa e o fluxo de caixa

Hoje postaremos uma palestra sobre educação financeira. Empreendedores, divirtam-se.

Sinopse | A saúde financeira da empresa não é independente da saúde financeira do empreendedor. Nem sua credibilidade. A gestão adequada de quando aplicar no banco, investir na empresa, retirar o lucro ou fazer novos empréstimos é um quebra-cabeça que impacta o futuro do negócio. E em pequenas e médias empresas é muito frequente que os caixas do empreendedor e do negócio se confundam. No próximo workshop Claudio Yutaka Fukasawa discutirá até que ponto isso é aceitável, o que deve ser evitado e como as instituições financeiras enxergam isso.

Fonte: Endeavor

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

10 dicas para você economizar nas compras de natal


Dando continuidade a matéria de ontem, segue 10 dicas bem interessantes para sobrar dinheiro no natal.

Conforme pesquisa do Procon, nada menos que 48% dos brasileiros não têm o hábito de planejar e controlar seu orçamento doméstico.

A temporada de Natal já começou, e todos começam a pensar em como administrar seus gastos com presentes. Abaixo você tem 10 dicas para fazer suas compras de Natal:

1 – Faça as suas compras com antecedência. Não espere a semana de Natal para comprar os presentes. Com mais tempo, você tem mais oportunidade de buscar descontos, comparar preços e encontrar promoções especiais com seus cartões de crédito.

2 – Planeje. Antes de ir às lojas, pense no que você gostaria de dar de presente para as pessoas de sua lista, assim você economiza tempo e terá uma idéia daquilo que está procurando.

3 -Crie um orçamento. No Brasil, não é costume da população planejar suas finanças para esta época do ano, por isso é recomendável que você estabeleça um valor para gastar desde o início, que deve ser respeitado. É muito comum gastar demais sem o devido planejamento com as compras de Natal, o que pode levar ao arrependimento na hora de conferir o extrato bancário. Você pode evitar essa situação criando um orçamento.

4 – Não leve dinheiro vivo. Nessa época, todos sabem que as pessoas saem de casa para as compras com mais dinheiro do que o comum. Por isso, evite correr riscos e faça compras mais seguras com seu cartão de débito ou crédito. Além disso, muitas lojas de departamento oferecem descontos para pagamentos a prazo com cartões. Esta é uma maneira de não exceder seu orçamento.

5 – Proteja suas informações pessoais. Tome cuidado ao revelar seus dados pessoais na hora de realizar compras online ou por telefone. Pergunte como essas informações serão utilizadas e quem terá acesso às mesmas. Todo cuidado é pouco na hora de realizar compras pela Internet ou pelo telefone.

6 – Só compre on-line em sites conhecidos. Somente faça compras com empresas que você conhece, confia e que são sérias. Lembre-se que você vai compartilhar com essas lojas seu nome, número do seu cartão e provavelmente seu endereço e telefone.

7 – Verifique a segurança. Na hora de efetuar uma compra online, certifique-se de que a sua conexão com a Internet é segura e de que a transação seja verificada como autêntica. A maioria dos navegadores apresenta um ícone especial, como uma chave ou cadeado, o que indica que o site é seguro.

8 – Verifique os dados da transação. Assegure-se que todas as condições acordadas durante a transação estejam corretas, como a data, informação e preço de envio. Leia a garantia e as políticas de devolução para evitar mal-entendidos.

9 – Guarde os comprovantes. Você deve guardar todos os comprovantes da compra em um lugar fácil de lembrar. Desta maneira a documentação estará disponível para possíveis dúvidas e explicações posteriores.

10 – Presenteie com vale-presentes. Se a busca pelo presente perfeito para seus amigos e parentes não é seu passatempo preferido, existem vale-presentes, que são uma boa opção para cada um escolher seu próprio presente.

Fonte: Guia do dinheiro

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Natal que cabe no bolso


Estamos iniciando o mês de dezembro e nada melhor do que falar sobre finanças pessoais. Esse é um mês de grandes despesas e se não soubermos economizar podemos começar o novo ano no vermelho.

Abaixo segue um artigo da Clarice Sá com dicas de Gustavo Nagib sobre como poupar nas compras de Natal.

Ser econômico nas contas de Natal não é sinônimo de mesquinharia. Atitudes delicadas também podem ajudar a reduzir o orçamento, como prestar a atenção nos sinais que os presenteados dão ao longo do ano.A dica é do “pão-duro” Gustavo Nagib, especialista em manter a mão fechada e o dinheiro no bolso.

“Se você partir do principio que o presente será dado a alguém do seu convívio íntimo, basta prestar atenção no decorrer do ano”, diz Nagib. “Numa conversa, a pessoa deixa escapar o que quer, do que precisa, e em muitos casos são coisas baratas, do cotidiano”, conta o autor de duas edições do “Guia do Pão-Duro”.

Nagib diz que “é razoável” gastar com os mais próximos “o valor de um DVD ou uma blusa”, desde que a peça não seja de marca. “Mas há os que não podem gastar nem esse valor. Aí, tem de rever o cálculo, pois não vale comprometer o orçamento por conta da loucura que é o Natal, economicamente falando.”

Para vizinhos e conhecidos, nada de lembrancinhas, para não atrapalhar as finanças. “Conheço muita gente. Se for dar uma lembrancinha para todos, o gerente do banco é que não se esquecerá de me ligar para avisar que minha conta ficou no vermelho.” Pela experiência de Nagib, a atitude também não compromete uma relação cordial. “Não tenho esse hábito e nem por isso me vejo excluído. A situação está no limite para todos.”

Na ceia de Natal, a dica de Nagib é dividir os pratos e garantir que todos possam economizar. Mas vale frisar: fazer economia não é sinônimo de ter espírito de porco. “Deve-se combinar antes o que cada um deve levar, para não haver repetição e nem economia exagerada de alguns, que acham que levar apenas o arroz basta - também não é assim.”

Mas, se os anfitriões fazem questão de se responsabilizar por tudo, por que recusar a gentileza? “Minha família é pequena, minha mãe mora nos EUA, então acabo passando o Natal na casa da minha namorada. Não posso fazer nada se eles insistem para eu não levar nada. Não seguem minhas dicas...”

Confira alguns livros que a Biblioteca ESPM Rio possui sobre o tema desse mês no Skoob!

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Novo Trailer Toy Story 3

Para terminar nosso mês de animação deixo vocês com o novo trailer do Toy Story 3 que a Pixar divulgou esse fim de semana.

Dublês virtuais lançam desafios ao mercado de animação

Por Fábio Cavalcante no site iMasters

Imagine-se um diretor de cinema, trabalhando em um filme de ação. A cena que abre o filme é uma sequência perigosa, que começa em uma perseguição de carros e termina em uma grande explosão. Para um diretor de filme a dor de cabeça pode começar exatamente aí. Os custos de uma cena como essa são muito altos, e além de oferecer riscos para a equipe envolvida, podem levar dias na preparação e execução da cena.

Na contramão desses problemas surge a computação gráfica, que tem se tornado cada vez mais presente, e com os mais variados propósitos. A tecnologia, que já foi utilizada para criar movimentos ou cenas inimagináveis, agora tem sido utilizada para substituir os atores em cenas de ação, criando verdadeiros dublês virtuais. Afinal, pra quê fazer atores pularem de carros em chamas, se atirarem contra janelas de prédios, ou arriscar-se em arranhas-céus? Tudo bem que Tobey Maguire foi Homem Aranha por um dia, mas pra quê fazer o moço se cansar tanto?

Quanto à modelagem, não é novidade, em 1995 vimos dinossauros tridimensionais impressionantes no cinema, e nos dias de hoje cada vez mais os dublês virtuais vão tomando conta das cenas que fisicamente são mais arriscadas, ou complicadas, de serem desempenhadas pelos atores. O recurso virtual, além de evitar riscos físicos à equipe de um filme, torna mais fácil a realização de cenas de difícil execução. Seja para criar a chuva de flechas do filme “Herói” ou tornar preciso os ataques da bola de espinhos de Go Go Yubari em “Kill Bill vol. 1”, a computação gráfica se faz presente.

Tarefas desafiadoras em 3D, como, por exemplo, gerar penas em pássaros ou produzir um fio de azeite ou o efeito de água, tornam-se possíveis graças ao desenvolvimento de plug-ins proprietários, que se tornam ferramentas poderosas para resolver tarefas que seriam inviáveis de outra forma.

Antigamente, os filmes que usavam recursos digitais eram vistos com fortes preconceitos e críticas. Mas o que antes era considerado de mal gosto, hoje está cada vez mais marcado pela qualidade. O sistema de inteligência artificial que controla os corpos dos dublês virtuais faz com que eles caiam, corram, movam e reajam de forma natural, como pessoas de verdade.

“Uma peculiaridade do mercado é que hoje em dia se confunde animação com manipulação de programas de computação. Ou seja, com o fácil acesso a programas de computação sofisticados, muitas pessoas podem animar. Mas na verdade, animação é uma arte que se aprimora com a experiência e é esse nosso diferencial. A sutileza imperceptível de um movimento traz credibilidade à cena. E é isso que a OCA busca trazer a cada projeto”, afirma Ana Paula Catarino, produtora executiva da OCA Filmes.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Malabarista, a nova campanha da Fruthos

Hoje é dia de Avesso na Biblioteca ESPM Rio. Ainda não sabe o que é o Programa Avesso? Dá uma olhada aí em baixo...


Campanha criada pela Lew’Lara\TBWA e produzida pela Produtora Associados.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Elementos fundamentais para a criação de personagem


Para uma boa animação é preciso que existam bons personagens, abaixo, retiramos algumas informações relevantes do site do Sandro Massarani que auxiliam na hora da criação dos personagens. Divirtam-se!

Um personagem bem construído é fundamental para o funcionamento de uma história e de sua narrativa. Um escritor deve, através do roteiro, saber criar personagens marcantes que consigam provocar na audiência as emoções desejadas, sejam elas de atração ou de repulsa, amor ou ódio, preocupação ou indiferença.

Talvez o passo mais importante para a criação de um personagem seja o de saber qual é a sua NECESSIDADE DRAMÁTICA. O que esse personagem quer na história? Todo personagem precisa de um objetivo, caso contrário será apenas uma carcaça vazia. Esse objetivo dramático não deve ser construído apenas para os personagens principais, mas também para os personagens coadjuvantes.

Além disso, a motivação do personagem precisa ser convincente. O roteiro precisa deixar bem claro a importância do objetivo para o personagem. É uma falha grave fazermos o personagem atravessar toda uma história sem que haja uma forte necessidade por trás de suas ações. A regra tradicional é a de que o personagem precisa agir, correr atrás do seu desejo, e não ficar estático observando o que acontece ao seu redor. Tudo deve ser obtido com sacrifício, para ter maior valor. Geralmente, o personagem enfrenta no fim o seu maior medo, o obstáculo supremo.

É fundamental que o personagem tenha escolhas difíceis ao longo da obra, caso contrário ele não terá força dramática. São nas horas mais difíceis que conhecemos melhor cada pessoa, e assim também deve ser em uma narrativa.

As escolhas feitas pelo personagem não são ações vazias. Elas devem também provocar mudanças em sua personalidade ao longo da história. A narrativa é mais eficiente quando o personagem que começou a história seja transformado pelas suas ações. Chamamos as mudanças ocorridas com o personagem ao longo de uma história de Arco do Personagem.

Tudo que é válido no processo de criação dos personagens principais, também deve ser utilizado para a criação do antagonista, o comumente chamado de "vilão". Muitas vezes, o antagonista acaba se tornando o personagem mais importante da história, e já é célebre o ditado de que o herói é tão bom quanto o seu vilão.

Assim como o personagem principal, o antagonista também deve ter uma motivação convincente e deve ser extremamente difícil de ser derrotado. Um dos principais problemas do herói Superman é a falta de bons antagonistas, pois a excessiva força do personagem acaba dificultando processo de criação dos seus inimigos, até para escritores experientes.

O objetivo principal na construção de um personagem deve ser o estabelecimento de fortes laços entre ele e o público da obra. Se o personagem for um "herói", o público deve torcer para ele. Se construirmos um vilão eficiente, o público deve odiá-lo, ou como ocorre muitas vezes, também amá-lo.

O que queremos que a audiência sinta ao ver o personagem é empatia, e não simpatia. Você pode achar algum personagem simpático mas não se importar e nem torcer por ele. A empatia é muito mais forte.

Existem várias formas de fazermos com que o leitor/espectador sinta empatia por um personagem. Podemos fazer com que ele sinta medo e dúvidas, ou seja, humanizá-lo. Podemos tornar o seu objetivo algo praticamente impossível, constituindo uma causa nobre utópica. Pode-se fazer com que o personagem sofra com a vida, mas nunca entregue os pontos.

Saiba mais no site do Sandro Massarani

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Realidade aumentada, uma tecnologia aplicada conforme a necessidade e imaginação

Com intuito de inovar, se destacar, se diferenciar e ainda, ser um influenciador no processo de decisão de compra do consumidor, que empresas de mídia digital e agências de publicidade começam a fazer uso da tecnologia de Realidade Aumentada.

Mês passado aqui no Conectado, nós apresentamos essa tecnologia utilizada para promover o novo sabor de Doritos.

Fica fácil entender o porquê da realidade aumentada estar ganhando destaque e levantando a curiosidade de desenvolvedores em explorar essa tecnologia.

O relacionamento da marca com o consumidor não tem apenas o intuito de ser interativa, mas também o auxilia na escolha da marca, do produto, suas dimensões, cores e itens, otimizando seu tempo e agregando valor ao produto. Tornando um tipo de busca de informação que muitas vezes poderia ser cansativo e demorado, mais rápido, divertido e completo.

Fonte: Softdesign

terça-feira, 24 de novembro de 2009

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Animação em fotos

Uma técnica muito legal de animação é a animação em fotos. Abaixo segue um tutorial para a realização desse efeito super bacana.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Animações vencedoras!

Hoje vamos mostrar alguns curtas de animação premiados pelo mundo. Esperamos que gostem!

L'Animateur (Vencedor do Prêmio de Berlim). Produzido e dirigido por Nick Hilligoss. Australia, 2007.

Alma Carioca, um choro de menino (Vencedor do Curta Petrobras). De William Côgo, 2002.

As mordomias da bicharada (Animação vencedora do Oscar). Dirigido por Nick Park. Reino Unido, 1990.

Ponto de ônibus (Animação vencedora do Festival do Minuto). De Fred Duba. Brasil, 2007.

Segredos (Vencedor do VMB - Melhor clipe POP 2002 e do prêmio Multishow 2003. Indicado ao Grammy Latino Melhor Clipe 2003). Produzido pela Consequência.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Curtas de animação

Quack
Um pato de borracha, sozinho no oceano, sonha em voar com os patos de verdade. Produzido por Carlos Eduardo Sobral, Leandro Ibraim e Bernardo Warman.

Kiwi!
Produzido por Dony Permedi em 2006.

Calango!
Produzido por Alê Camargo, Mario Lellis e Roger Burdino em 2007 na OZI Escola de Audiovisual de Brasília.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Técnicas de animação

Independente do software a ser utilizado, é necessário que o animador defina as técnicas que vai usar. O que os animadores mais experiêntes recomendam é utilizar um sistema híbrido, em que ao longo da animação você possa aplicar cada um desses princípios em trechos da produção. Um trecho que envolva apenas movimentos que não exigem detalhes e interpretação detalhada pode utilizar o Straight-Ahead e quando se fizer necessário você utiliza o Pose-to-Pose.

* Straight-Ahead: Nesse método o animador cria o movimento utilizando o máximo possível de poses e consequentemente Keyframes, para criar o movimento. Esse método resulta em animações extremamente detalhadas e que permitem explorar de maneira mais fácil o lado artístico da animação. Um ponto negativo relacionado a essa técnica é que ela envolve um planejamento e um tempo muito maior para ser aplicada em uma animação. Caso você queira utilizar esse método, utilize um intervalo médio entre os seus Keyframes de no máximo 4 frames.

* Pose-to-Pose: Com esse método a animação fica mais voltada para a ação e não para o lado artístico da animação. O animador vai utilizar poses chave com um espaçamento entre os Keyframes maior para que a animação seja produzida de maneira mais rápida. Nesse método é utilizado um espaçamento médio entre os Keyframes de 5 a 10 Frames. O espaço entre esses Keyframes o animador deixa que o software realize a interpolação automática. Isso resultará em uma produção mais rápida, mas sem muito detalhes e expressões no movimento.

Fonte: Allan Brito

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Animação, 3D e estereoscópica. Qual a diferença?

O Blog da Quiçá Design publicou um post muito interessante sobre 3 tipos de animações muito utilizados hoje em dia.

Por Gustavo Matsucuma

Quando se fala em animação 3d muitas pessoas se confundem e relacionam o termo com expressões como desenho animado, óculos 3d, etc. Na realidade, existe uma relação entre estes termos.

De uma forma simples, pode-se dizer que desenho animado é a expressão utilizada para designar um filme criado por meio de desenhos, que contêm pequenas variações entre si para criar a sensação de movimento. Como exemplos podemos citar os clássicos Pica-Pau, Fantasia (da Disney) e Tom & Jerry.

Já a expressão animação possui várias derivações, sendo as principais animação 2d, animação 3d e animação estereoscópica.

A animação 2d utiliza imagens de desenhos criados manualmente ou por meio de computador para criar a sensação de movimento. Pode ser considerado um sinônimo de desenho animado.

Já a animação 3d se refere a uma seqüência de imagens criadas a partir de programas computacionais 3d, que permitem que um objeto possa ser criado e observado de todos os ângulos. E a diferença entre animação 2d e 3d vai além da forma como são obtidas, pois objetos 3d apresentam um visual mais realista, principalmente quando observadas suas sombras.

Alguns exemplos de animação 3d são Era do Gelo, Madagascar e Os Incríveis.

Por último temos as animações estereoscópicas 2d ou 3d, que são aquelas assistidas com auxílio de óculos 3d.

Este tipo de animação utiliza imagens 2d ou 3d para gerar o efeito de estereoscopia, que faz com que o objeto pareça saltar da tela. E para criar este efeito, cada imagem é criada sobrepondo duas imagens mostrando os objetos em perspectivas diferentes.

Portanto esta é uma forma bem simplificada para diferenciar os termos animação, animação 3d e animação estereoscópica. Ressalta-se ainda que podem ser encontradas diversas outras definições para estas mesmas expressões.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

O novo longa em 2D da Disney

Já que hoje é sexta-feira, que tal falar de animação nos cinemas?

Depois de muito tempo sem lançar um longa em 2D, a Disney aposta em um novo clássico contos-de-fada(desde Toy Story, o primeiro filme em 3D, poucos foram os longas lançados em 2D pela Disney).

O filme em questão se chama "A princesa e o sapo", e conta a história de Tiana, que vê sua vida mudar quando beija um sapo enfeitiçado - o principe - e vira uma rã!

O filme tem estréia prevista para Dezembro.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Animação e Usabilidade

Vocês sabiam que hoje é o dia mundial da usabilidade? O evento é promovido pela UPA (Usability Professionals' Association) desde 2006. No site do evento é possível ver todas as comemorações que acontecerão hoje ao redor do mundo.

Usabilidade pode ser definida, segundo o site Usabilidoido como "o mesmo que facilidade de uso. Se um produto é fácil de usar, o usuário tem maior produtividade: aprende mais rápido a usar, memoriza as operações e comete menos erros."

Mas o que usabilidade tem a ver com animação? Tudo! Animações são recursos muito usados pelos sites como elementos de design. Mas elas podem tanto ajudar como atrapalhar.

Os principais problemas na utilização das animações são: excesso de animação, o que tira a atenção do usuário do site, problemas de carregamento nas páginas e incompatibilidade com alguns tipos de browser.

Mas isso não quer dizer que elas tenham que ser excluídas, o importante é saber quem é o usuário do site e ter bom senso.

E feliz dia da usabilidade!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Criando e desenvolvendo personagens

Animadores da Pixar acrescentam robôs ao seu repertório (por Deborah Coleman)

A talentosa equipe de animadores da Pixar superou obstáculos então considerados impossíveis nos filmes que criaram, estabelecendo novos padrões de qualidade na animação em todos eles.
Jim Reardon, diretor de história de WALL-E, observa: "Não queríamos ter no filme robôs desenhados com traços humanos e que falassem como seres humanos. Nós queríamos pegar objetos que em geral não são associados com características humanas e ver o quanto extrairíamos deles através do desenho e da animação."
Um doa maiores desafios enfrentados pelos animadores era a necessidade de comunicar emoções e ações claramente sem contar com diálogos tradiconais.
A vontade de dar vida a algum objeto inanimado é inata nos animadores. Para os animadores de WALL-E, era como soltar suas algemas e deixar que eles corressem livremente. Eles podiam deixar que as imagens contassem a maior parte da história. Também descobriram que é bem mais difícil realizar tudo o que necessitam fazer.

"Foi um grande desafio intelectual para os animadores descobrir como comunicar as mesmas ideias e convencer do ponto de vista narrativo, e mesmo assim passar a sensação de que é uma máquina atuando dentro das suas limitações de projeto e fabricação."

Apesar da relativa simplicidade de seus movimentos, animar WALL-E provou ser um dos maiores desafios que a equipe de animação já enfrentou até hoje. "Ele não é orgânico como um ser humano. A gente teve que reduzir seus movimentos ao mínimo essencial para que funcionassem." diz o supervisor de animação, Barillaro.
"É comum vermos filmes de animação que parecem gravados em algum computador do outro mundo. Nós queríamos que o filme parecesse filmado por cinegrafistas de verdade com câmeras reais que tivessem ido àqueles locais e visto o que nós estávamos vendo. Queríamos utilizar todo o equipamento de filmagem disponível e produzir um longa de animação mais real e imperfeito do que a maioria."
"Quando vi o filme pronto, tive um daqueles momentos em que pensei: 'Eu nunca vi um filme assim antes!'", conclui Morris.

Fonte: Revista Digital Designer - ano 11 - n.97 - 2008. (Para ler a matéria na íntegra solicite o exemplar na Biblioteaca ESPM Rio)

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Animação nacional em alta

Para quem curte animação o momento não poderia ser melhor, o setor está em amplo crescimento aqui no Brasil e uma prova disso é o longa Lutas, o filme de Luiz Bolognesi conhecido pelos roteiros de Bicho de Sete Cabeças e Chega de Saudade.

Apesar do título remeter a um filme de pancadaria, a trama está mais para ficção cientifica: Em quatro episódios, o roteiro narra os momentos mais marcantes da história do Brasil, sob o ponto de vista de um sujeito que vive há 600 anos (Selton Melo), desde as brigas indígenas, o descobrimento, a escravidão, a ditadura militar, até o domínio do narcotráfico nas grandes cidades. É quando ele reencontra Janaína (Camila Pitanga), sua grande paixão de um passado distante, agora no corpo de outra mulher.

O longa, para adultos, é produzido em parceria entre a Buriti Filmes, a Gullane Filmes e a Litghstar Studios (que contribuiu para sucessos como A Era do Gelo, Mulan, Fantasia 2000 e Asterix).

Fonte: Getro.com.br

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Norman McLaren, referência em Motion Graphics

Norman McLaren foi um dos mais importantes animadores escoceses voltados para a animação artística, teve a maioria de seus trabalhos patrocinado pela "Secretaria Nacional de Cinema do Canadá", onde realizou grandes obras. Uma das técnicas pela qual ficou consagrado foi a de fazer animação direto na película, riscando e desenhando, tudo isso ao som de jazz que era muito fã.

Seu DVD, Norman McLaren: The Masters Edition (2006) está sendo vendido pela Amazon com 50% de desconto. Quem gosta de Motion Graphics é uma boa dica de referência.

Fonte: Wikipedia

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Paródia da introdução da Pixar

Fim de semana chegando então resolvemos postar essa animação super divertida e criativa que fizeram da Pixar. Divirtam-se!

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Entrevista com Maurício Ricardo


Maurício Ricardo para quem ainda não teve o prazer de conhecer é um jornalista/músico, que fazia charges pelo simples prazer em desenhar. Só não esperava que seus trabalhos iriam um dia parar na Globo. Hoje é um dos maiores profissionais da área. Na entrevista publicada pela revista Digital Designer n.82 (2006) ele fala um pouco da sua carreira e de como produz as divertidas charges do site charges.com.br

Veja abaixo um resumo do que foi a entrevista por Bárbara Albuquerque e Sebastião Lago Jr., para lê-la na íntegra compareça a Biblioteca ESPM Rio e solicite o exemplar da revista para consulta.

Digital Designer - De que forma iniciou ni ramo das ilustrações?

Maurício Ricardo - "Entre meus 10 e 15 anos, enquanto a meninada da rua jogava bola, eu ficava em casa criando gibis com caneta esferográfica. As revistinhas tinham personagens próprios e até periodicidade! A tiragem de um exemplar era avidamente disputada pelos colegas de escola (risos)."

DD - Quando veio a ideia de fundar o site?

MM - "Criei o charges.com.br de forma intuitiva. Foi antes da chamada "explosão da bolha", então ainda havia o sonho de enriquecer com a internet (risos)."

DD - A que você atribui o sucesso do seu trabalho?

MM - "Se o site fez e ainda é sucesso há tanto tempo, é em função do trabalho duro da minha pequena equipe e do senso de oportunidade que tive quando criei o projeto."

DD - O uso de músicas é uma marca em suas criações. Você acredita que esse diferencial possa ser um dos responsáveis pelo sucesso?

MM - "Sem dúvida. Costumo dizer que sou um cartunista, músico e dublador meia-boca, produto que engana bem (risos)."

DD - Como você classifica seu trabalho? Qual seria sua cracterística principal?

MM - "Liberdade temática. Do ponto de vista do marketing, a fórmula tinha tudo para dar errado, já que não miro um público alvo específico. Mas não é que deu certo? (risos)."

DD - Como se dá o processo de criação?

MM - "Tudo cmeça pelo roteiro, que é a parte mais difícil. De segunda a sexta vasculho a internet e leio milhares de e-mails para encontrar bons temas. No estúdio gravo o áudio e começo os desenhos. À tarde o Léo me ajuda no processo de animação, sincronizando bocas e movimentos dos personagens."

DD - Qual é o hardware necessário para se criar animações como as suas?

MM - "A edição de imagens fotográficas é feita com o Adobe Photoshop. O Flash é um programa bastante leve e este tipo de animação bidimencional e vetorial que fazemos não exige muito do equipamento. Trabalho em plataforma PC e meu único cuidado é trocar de máquina a cada dois anos para acompanhar a evolução tecnológica. De especial só o tablet, microfone e caixas de qualidade, ligadas a uma mesa de som externa, além de boas placas de vídeo e áudio."

DD - Já tentou alguma vez fazer seus personagens em 3D?

MM - "Não. Este é um projeto que venho adiando há tempos. Mas adoraria incorporar o 3D ao meu trabalho."

DD - Você vê as animações em Flash como uma área pouco explorada e com potencial de crescimento?

MM - "A internet ainda limita a qualidade, porque precisa se adequar à realidade do usuário em termos de peso de arquivo e performance de vídeo, mas na TV e na publicidade o Flash já é uma realidade com resultados fantásticos."

DD - O que sugere como melhor caminho para outros artistas que desejam fazer animações como as suas?

MM - "O princiapal não é o desenho e muito menos a animação: é o roteiro. Se a sua ideia for boa, você vai provocar risos e fidelizar audiência mesmo que seu personagem seja um daqueles bonequinhos infantis com uma bolinha como cabeça e traços retos no lugar dos membros. Aí vem a pergunta: como fazer roteiros criativos? Bom, a fórmula do que é engraçado ainda não existe. Mas ajuda muito se você gostar de consumir humor."

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

O gigante da RWE

A empresa de energia Alemã RWE criou um simpático gigante amigo de meio ambiente que promove a geração de energia limpa em diversas áreas, como eólica, solar, térmica e maremotriz (a partir das ondas).

O vídeo foi produzido pela Happycamper Motion Design (veja todo o processo de criação do personagem) em parceria com a Fido Film. O filme do “Gigante da RWE” dura dois minutos e passa uma mensagem no final: “It can be so easy to make big things happen. When you’re a giant”, que em português quer dizer: “Pode ser muito fácil fazer grande coisas acontecerem. Quando você é um gigante”.

“Além de fofo, o vídeo publicitário nos faz pensar em quantos gigantes temos em nosso país e o quanto cada um deles poderia fazer para tornar a matriz energética do Brasil ainda mais limpa. Ao contrário, muitos têm concordado com a construção de mais termelétricas e usinas nucleares, como quer o governo, indo na contramão da tendência mundial de economias de baixo carbono.
Fonte: Abril

“Muitas pessoas e organizações estão começando a notar que a destruição dos recursos naturais do planeta Terra está chegando a situações assustadoras. Muitas dessas destruições são ocasionadas pelos próprios seres humanos sem qualquer tipo de preocupação com o meio-ambiente.

Entre as propostas colocadas para ajudar o ambiente a se fortalecer está a “energia verde”, uma fonte de energia renovável que permite ser gerada a partir de recursos ambientalmente amigáveis, como o sol, vento, biogás, biomassa e recursos hídricos de baixo impacto.

Enquanto as fontes de eletricidade convencionais podem causar uma mudança climática global. As energia renováveis são mais limpas e não prejudicam o ambiente. Muitas empresas nos Estados Unidos(incluindo o Google) estão investindo fortemente nessa estratégia renovável, provando que respeitar o ambiente também é ótimo para os negócios.”
Fonte: Google Discovery

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Tema do mês: Animação


Animação, técnica de simulação de movimento através da colocação de imagens, apresentando posições diferentes e seqüenciais sobre a tela. Empregadas freqüentemente em criações gráficas, utilizam muito menos espaço que os vídeos. Também é o tema adotado pela Biblioteca ESPM Rio neste mês de novembro.

Confira nossa exposição no hall da Biblioteca ou em nosso Flickr, clicando aqui.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Concurso Cultural da Coloração Casting Creme Gloss

Hoje é dia de Programa Avesso na Biblioteca ESPM Rio. Assista aos bastidores do vídeo do Concurso Cultural da Coloração Casting Creme Gloss desenvolvido pela Publicidade Interativa e McCann Erickson.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Negócios criativos viram empreendimentos lucrativos


A reportagem Empreendedores do marketing é da Revita Marketing n.434 de março de 2009. Por Anna Gabriele Araujo e Alexandre de Oliveira.

Eles não nasceram em berço de ouro, não estudaram nas melhores escolas do mundo dos negócios e a grande maioria desconhece as inúmeras teorias presentes no cenário do marketing. Em comum, eles têm o fato de transformar idéias simples em empreendimentos lucrativos. Confira como alguns empreendedores brasileiros conseguem colocar em prática estratégias que muitas vezes figuram apenas no planejamento de marketing das empresas.

Marketing e criatividade andam juntos e essa mistura fez com que o ex-feirante Guilherme Pólvora apostasse em promoção, endomarketing e em um sistema de pronta entrega para se destacar no segmento de venda direta.
Idade: 44 anos
Formação: 2º grau completo
Área de atuação: venda de produtos da Avon e Natura
Investimento inicial: R$180
Empreendimento: emprega 23 pessoas, tem duas lojas e está montando uma central de distribuição via internet

Promoção, database atualizado e muita simpatia transformaram o ex-camelô David Portes em um empresário bem-sucedido.
Idade: 51 anos
Formação: cursou até a 7ª série do primeiro grau
Área de autuação: varejo, franquia e serviços de marketing
Investimento inicial: R$12
Empreendimento: emprega 34 pessoas, tem uma banca de doces, um restaurante e uma cafeteria no Rio de Janeiro e está abrindo a D!Marketing, agência especializada em eventos e ações de relacionamento

Iamara Ferres contou com a ajuda do marketing para transformar seu estágio em um novo empreendimento.
Idade: 29 anos
Formação: fez faculdade de educação física
Área de atuação: ginástica laboral
Investimento inicial: R$40 mil entre marketing, uniformes, computador e abertura da empresa
Empreendimento: tem 10 clientes fixos na carteira, um faturamento mensal de R$20 mil e um quadro de 25 profissionais

Para saber mais sobre esses empreendedores e suas grandes ideias leia a revista impressa disponível na Biblioteca ESPM Rio.
Referência: Marketing a.42 n.434 mar. 2009 / Localização na estante: 658.8 M297a

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Garota de 19 anos lucra com sua criatividade

A brincadeira começou com um porfólio on-line, mas cresceu. Hoje é um negócio que movimenta quase R$ 60 mil de publicidade por mês. Ashley Qualls possui um site (Whateverlife.com)de design de templates para o Myspace.com.

Cinco anos depois da fundação, a firma de AshBo emprega nove funcionários e produz de 25 a cem layouts. Por dia. E recebe até 50 mil visitas durante esse curto período.

Porém, a internet é rápida, e lá descer pode ser tão fácil quanto subir. Com a ascensão do Facebook e o consequente declínio do Myspace.com, o faturamento da empresa de AshBo diminuiu em quase 50%. "É por isso que resolvemos expandir o Whateverlife.com", conta a empreendedora. "Percebemos que milhões de teens como eu se interessam em criar seus próprios designs e sites, então montamos uma comunidade virtual que possibilite a troca desse conteúdo."

Trechos retirados da reportagem "Aos 19 anos, garota dos EUA tem império virtual de negócios" de DIOGO BERCITO da Folha de S.Paulo do dia 26/10/2009.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Flashmobs, inovação em marketing

Assim como os lipdubs, falados esse mês aqui no Conectado, os Flashmobs também mobilizam muita gente e seu efeito é super legal se a sua intenção é chamar atenção. Essa estratégia de marketing bellow the line é bastante utilizada pelas operadoras de celular. Confira alguns Flashmobs famosos:

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Creative Review apresenta embalagem dissolvível em água


A Revista Creative Review apresentará na edição de novembro uma inovação em se tratando de embalagem plástica. A embalem contém a mensagem "This bag dissolves in water", uma iniciativa muito inteligente para o problema ambiental, mostra que a revista está preocupada com a conscientização de seus leitores e valoriza isso.

O material chamado harmless-dissolve foi craido no Reino Unido pela Cyberpac.

Veja a demonstração no site da Creative Review.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Campanha da SANTUR com base no livro de Domenico de Masi

Inspirado no livro "O ócio criativo", a SANTUR criaou essa campanha que associa o prazer e as possibilidades do ócio com Santa Catarina.

Gostou da campanha? Quer saber mais sobre o ócio criativo? Venha à Biblioteca ESPM Rio.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Jogo ajuda a desenvolver a imaginação

PROMOÇÃO AUTORIA: Para participar envie um scrap para o orkut da Biblioteca ESPM Rio respondendo: "Qual serviço você gostaria que a Biblioteca adotasse ou aperfeiçoasse? E por quê?" As respostas mais criativas participarão do sorteio do jogo Autoria.

O jogo Autoria de criar histórias foi inventado a partir da tese de doutorado da escritora Sonia Rodrigues, defendida em 1997.

O jogo facilita a prática da Pedagogia da Imaginação em escolas, empresas, projetos de formação de platéia e de educação à distância. Sua característica mais importante é a interpretação de uma história e criar ficção.

Os personagens são sorteados, o que possibilita, por exemplo, quando jogado dentro de uma empresa, um gestor torne-se um personagem secundário na história, mas que pode muito bem virar o líder, tudo vai depender da estratégia que ele utilizar, e como se sai em situações de crise. é importante trabalhar competências que são essenciais às pessoas, como a criatividade e a autonomia.

O Autoria funciona como um RPG corporativo, mas é mais explicativo e possui uma linguagem muito mais fácil. O jogo traz um banco de histórias com vários temas, na maioria deles polêmicos e que revelam muito da personalidade, ética e valores morais da pessoa.

Como o jogo pode ser usado pelo RH de uma empresa?

O profissional de RH lança um tema, por exemplo, "Homem torna-se amigo do homem que irá matar" e os candidatos têm que formar uma história encima disso. "Os personagens são sorteados, o que possibilita que um diretor vire um personagem secundário ou até terciário na história, mas que pode muito bem virar o líder, tudo vai depender da estratégia que ele utilizar, e como se sai em situações de crise. Isso é muito importante em um processo seletivo, por exemplo, onde é ideal que o candidato conheça todos os papéis que ele pode vir a ocupar na organização. Na verdade, a grande competição do jogo é que cada um quer criar a história perfeita, de acordo com seus interesses e valores", explica Maurício Mota, sócio-diretor da Autoria C, empresa responsável pela criação do jogo.

Outro fator importante é que, como os profissionais estão lidando com um ambiente de ficção, sentem-se muito mais à vontade para falar e expor o que sentem. "Por ser um ambiente de suspensão da realidade, as pessoas se soltam mais, o que facilita o trabalho do RH, que pode identificar com clareza quem é pró-ativo, quem tem espírito de liderança e pode ocupar um cargo de gerência, quem tem facilidade para se relacionar em equipe, entre outras características", afirma o diretor.

Com isso, o profissional de RH pode trabalhar questões relacionadas à treinamento e seleção, criatividade, liderança, coaching e mudança de cultura, sempre de uma maneira fácil e bem-humorada.

Além do formato tradicional o jogo também está disponível na plataforma ASP/ HTML e pode ser jogado online.

A questão que une os jogos, além do nome, é a aplicação dos sete passos da TACH - Tecnologia e Autoria de Criação de Histórias - em suas etapas. E quem não quiser jogar clica em um saco de pipoca e fica assistindo na Platéia, literalemente. No final da partida online, todos os participantes têm direito a gravar a história completa. Qual o grande diferencial da versão online para o RH? Maurício afirma que "para um departamento de RH ele é perfeito por que permite fazer uma etapa de seleção online assistida, gravar o que foi criado e analisar. Para motivação e treinamento de uma empresa também é ótimo, pois todo mundo pode jogar e desenvolver a criatividade, e qualquer conceito que a diretoria de RH esteja interessada em passar será incitado através da mudança do tema da história".

A Biblioteca ESPM Rio irá sortear um exemplar do jogo no fim desse mês. Fique atento ao nosso Orkut e Twitter para saber como participar.

Fonte: NTC Universidade; Empregos.com.br e Autoria.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Você na palma da mão


Depois da febre dos Boddy Pokes no Orkut, o pessoal da marcamaria viu uma oportunidade de mercado e desenvolveu os mini-mis.

O mini-mi é uma caricatura em forma de boneco e assim como o seu big-mi (a pessoa caricaturada), ele é único no mundo.

O produto é super personalizado e bem estruturado. Cada mini-mi é produzido artesanalmente, utilizando diversos tecidos como moleton, pelúcia, feltro, brim, jeans, etc. – aliás, parte dos tecidos utilizados na manufatura do mini-mi são retalhos de peças industriais, minimizando assim o impacto ambiental da produção dos mesmos.

A criatividade está no tratamento dos bonecos, a forma como são vendidos e na entrega do produto. Você "adota" o seu min-mi e recebe em casa um mimi-mi completo com roupas básicas; caixa personalizada de acordo com o boneco; papéis de carta com a ilustração do mini-mi; e certidão de nascimento do seu mini-mi.

Gostou? Peça o seu!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Making Of - Impacto Criativo

Assista ao making of do vídeo Impacto Criativo realizado pela Midia Effects.

Pacto Criativo, a proposta da Propague

Divulgaremos hoje o blog Impacto Criativo da agência Propague de Florianópolis.
A Propague se diferencia por boas ideias, abusam da criatividade para a comunicação de seus clientes.

Com boas idéias, fica muito mais fácil vender um produto, construir uma marca ou fixar uma mensagem.

O Impacto Criativo é um excelente blog para pessoas criativas.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

A criatividade nos ônibus

Existe uma variedade de publicitários criativos espalhados pelo mundo. O post de hoje é uma fonte de inspiração para mídias alternativas.



quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Doritos usa Realidade Aumentada em sua ação promocional


Para o lançamento do novo sabor de Doritos, Sweet Chilli, a Pepsico utiliza uma estratégia de marketing sensacional. Aproveitando a tecnologia de Realidade Aumentada (R.A.), criou 200 mil monstrinhos (Doritos Lovers) aprisionados em suas embalagens, para libertá-los é necessário seguir as orientações do vídeo abaixo.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

LipDup, um jeito divertido de promover

Como criar um vídeo divertido e que será acessado por milhões de pessoas no Youtube?
Uma nova moda de vídeos está se espalhando pelo Youtube, um tipo de vídeo que combina sinconização labial com dublagem de áudio, técnica antiga de vídeoclipes, mas que está sendo usada de forma bastante criativa por universitários e agências de publicidade.

Filmado em uma simples tomada, a câmera percorre os cômodos das universidades ou escritórios revelando um grupo de pessoas, aparentemente, realizando tarefas normais do seu dia-a-dia que olham para câmera e começam a dublar a música. A participação massiva proporciona uma interatividade grande e interessante de se apreciar. O vídeo ganha pela espontaneidade, autenticidade e diversão.

Uma ótima oportunidade de atuação no mercado, a escolha ou empresa ganha boa visibilidade na internet e os custos de produção são bem baixinhos. Confira alguns desses vídeos:

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Um doce de água-viva


Para solucionar um problema de concentração de águas-viva na região de Fukui no Japão, estudantes da Obama Fisheries High School desenvolveram um tipo de caramelo feito de água-viva, para servir de alimento a astronautas.
Criado como uma maneira de utilizar as águas-vivas abundantes no país, o doce é feito de caramelo, mas saborizado com um pó feito com essas criaturas.Segundo as pesquisadoras, o alimento é meio doce, meio salgado.
O grupo começou seus experimentos há 3 anos, depois que um sistema de fomento de pesquisa da NASA foi instalado na escola.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Ação Criativa da Unimed Rio: Viva hoje e sempre

Ontem no centro do Rio de Janeiro fomos surpreendidos com uma ação super criativa da Unimed Rio. Quatro rapazes fantasiados de chuveiro desfilavam pelas ruas do centro, a cortina trazia um site "www.vivahojeesempre.com.br", a ação chamou a atenção de muita gente que filmou e fotografou os rapazes.

Entramos no site citado e a ideia fez total sentido, a campanha "Viva hoje e sempre" da Unimed Rio aproveita o posicionamento da marca de que o primeiro plano de saúde é viver e desenvolveu um calendário para as pessoas aproveitarem melhor os seus dias. Cada dia é dia de fazer alguma coisa e ontem era dia de cantar no chuveiro.
A campanha também é interativa e conta com a participação das pessoas que podem criar um perfil no site, convidar amigos e criar seu próprio dia ou se identificar com outros dias. Vale apena dar uma conferida e parabéns para os idealizadores dessa campanha super criativa.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Comerciais Criativos

Fizemos uma seleção de alguns comerciais que abusaram da criatividade. Use como inspiração.

Toyota “Human Touch”

Honda Accord

AK Bank

Sony Bravia

Carlton Draught

Uno

Tem um comercial que você acha super criativo? Comente aqui.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Técnicas para desenvolver a criatividade

Por SANDRA REGINA DA LUZ INÁCIO

Técnica 01 - Gerar idéias diferentes
-Todo dia escreva pelo menos uma idéia sobre estes assuntos: como eu posso fazer meu trabalho melhor; como eu poderia ajudar outras pessoas; como eu posso ajudar meus amigos; como eu posso ajudar o meu país.
-Faça anotações. Não saia sem papel e lápis ou algo para escrever. Anote tudo. Não confie na memória.
-Observe e absorva. Observe tudo cuidadosamente. Aproveite o que você observa. E principalmente, observe tudo como se fosse à última vez que você fosse ver.
-Descubra o problema. Ataque seus problemas com maneiras ordenadas. Uma delas é descobrir qual é realmente o problema, senão você não vai achar a solução. Faça seu subconsciente trabalhar. Ele pode e precisa. Dia e noite. Fale com alguém sobre a idéia, não a deixe morrer.
-Evite coisas que enfraqueçam o cérebro: barulho, fadiga, negativismo, dietas sequilibradas, excessos em geral.
-Aprenda a fazer perguntas que desenvolvam o seu cérebro: Quem, Quando, Onde, O quê, Por que, Qual, Como.
-Coloque as idéias em ação. Lembre-se que uma idéia razoável colocada em ação é muito melhor que uma grande idéia arquivada.
-Use o seu tempo ocioso com sabedoria. Lembre-se de que a maior parte das grandes idéias, os grandes livros, as grandes composições musicais, as grandes invenções foram criadas no tempo ocioso de seus criadores.

Técnica 02 – Estímulo aleatório
-Use a palavra como ela vem e não rearranje as letras, nem pegue uma parte dela para dar outra palavra. Isto é simplesmente mudar a palavra aleatória para encontrar uma que se encaixe melhor nas idéias que você já tem, perdendo-se o efeito provocativo.
-Não decida que a palavra atual não é utilizável, partindo imediatamente em busca de outra. Assim, você estará somente esperando por uma palavra que se encaixe nas idéias existentes.
-Para obter o estímulo aleatório você pode usar também imagens e objetos, embora palavras normalmente possam ser mais ricas (são informações "empacotadas") e mais práticas de usar.

Técnica 03 - Estimule a liberdade interna e a imaginação
Um ótimo exercício de criatividade é: diariamente, pense em pelo menos três coisas que lhe pareçam impossíveis: você voando ou atravessando paredes, o mundo sem guerras amanhã, todos os menores de rua com moradia e assistência...
Os principais benefícios dessa prática são: maior liberdade de pensamento (o que conduz a maior criatividade) e maior capacidade de construção mental, base dos comportamentos e realizações e uma das principais características do Sonhador de Disney. Pode também ser usada como "aquecimento" antes de uma atividade criativa. Além disso, pode ser divertido: experimente fazer isto quando estiver mal-humorado!

Técnica 04 - Que tal uma drenagem mental?
Providencie um caderno. A cada manhã, você deve escrever três páginas com tudo o que lhe vier à cabeça. Qualquer coisa! "Ah, meu Deus, que vontade de ficar na cama! Ih, tenho que levar o carro pra consertar. Pensando bem, até que tem coisas boas por ali..”.

Técnica 05 -Buscando regularmente o diferente
O cérebro tende a repetir caminhos muitas vezes trilhados. Daí ele criou as várias técnicas de pensamento lateral, cujo objetivo é buscar novos caminhos para as idéias. Tente por exemplo vestir uma calça começando com a outra perna; é uma sensação das mais esquisitas. Que tal o desajeitamento de escovar os dentes ou pentear os cabelos com a outra mão? Ou começar a esfregar-se, no banho, pelos pés.
Criar o hábito de fazer pequenas coisas de forma diferente, além de não custar nada além de um período de familiarização, vai fazer com que o seu cérebro aprenda o padrão (o chamado meta-programa) e se direcione para gerar regularmente novas idéias e possibilidades. E é claro que a vida, com novas possibilidades, pode ficar ainda mais interessante.

Técnica 06 - Hemisférios cerebrais esquerdo e direito
Faça uma pergunta a alguém e observe se ele(a) olha para a direita ou à esquerda ao responder. Se a pessoa olhar para a esquerda, estará dando uma resposta intuitiva ou criativa. Caso seja para a direita, a resposta será lógica ou refletida.
Há pesquisadores cerebrais que afirmam que os gênios de nossa sociedade subordinam o normalmente dominante hemisfério esquerdo, base do raciocínio lógico e linear, ao direito, terreno da intuição e do sonho. Conjetura-se atualmente que uma grande obra de arte pode representar o produto da interação entre o cérebro direito e o esquerdo do artista.

Técnica 07 - Como aumentar a sua criatividade
-Incube: todos nós queremos soluções rápidas, mas quando as respostas não vêm de imediato, ponha a idéia de lado. Deixe-a fermentar no subconsciente. Mais tarde, talvez uma semana ou um mês depois, haverá progresso.
-Ilumine-se: em caricaturas isso é representado por uma lâmpada sobre a cabeça. Tratase do ponto em que o progresso ocorre. Deixe-o acontecer. Algo estala em sua cabeça, e você diz: “Ah, essa é uma boa idéia”.
-Teste: uma vez encontrada a solução criativa, é preciso aplicá-la. Se há um novo meio de lidar com seu casamento, por exemplo, coloque-o em prática. Se houver uma nova maneira de criar uma escultura, execute-a. O Dr. Flach diz que ninguém recebe o prêmio Nobel por ter uma idéia nova, mas sim por testá-la e provar que funciona.
-Distancie-se: você pode realizar isso apenas mudando o recinto em que trabalha ou as roupas. Pode fazer uma “excursão mental”, imaginando uma viagem agradável ou um lugar para onde gostaria de ir. Contemple imagens muito remotas de seus interesses comuns ou trabalho.
-Não tenha medo de ficar só: se você pretende ser criativo, precisa de tempo para dar ouvidos ao eu interior em vez de a alguém ou algo mais.

Leia mais técnicas em Administradores.com.br